Laboratório do Produtos Florestais amplia participação no projeto Bioamazônia

Laboratório do Produtos Florestais amplia participação no projeto Bioamazônia

  • Publicado: Quinta, 19 de Novembro de 2020, 17h07
  • Última atualização em Quinta, 19 de Novembro de 2020, 17h15

  Os novos serviços vão contribuir para a difusão de informações florestais

O Laboratório de Produtos Florestais (LPF), vinculado ao Serviço Florestal Brasileiro (SFB), ampliou a participação no Projeto Regional para a Gestão, Monitoramento e Controle de Espécies de Fauna e Flora Selvagem ameaçadas pelo Comércio (Projeto Bioamazônia), por meio de mais recursos para a contratação de serviços de apoio em Tecnologia da Informação.

2020 11 19 lpf bioamazonica 01O LPF, que já atua na área de tecnologia de madeira e outros produtos florestais e disponibiliza os resultados de pesquisas e laudos técnicos, recebeu o apoio do Projeto Bioamazônia para a divulgação das informações geradas, assim como, na organização e integração dos processos. A contratação dos novos serviços visa fortalecer a gestão das espécies elencadas na Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção pelo Comércio (Cites).

Consultorias

As consultorias contratadas contemplam a organização e disponibilização dos acervos, como a xiloteca que utilizará as plataformas online do Jardim Botânico do Rio de Janeiro; os espectros no infravermelho próximo para identificação de espécies florestais produtoras de madeira; a migração da chave eletrônica de espécies madeireiras para um sistema mais atual e a atualização, automatização e integração de sistemas e processos referentes ao Banco de Dados de Madeiras Brasileiras, do Programa Arboretum e das informações de pesquisas e de laudos técnicos.

A coordenadora do LPF, Lidiane Moretto, afirma que “foram contratados consultores pelo Projeto Bioamazônia para prestarem serviços que resultarão em uma nova dinâmica ao Laboratório de Produtos Florestais, contribuindo para a difusão das informações geradas para a sociedade”.

O Bioamazônia é financiado pelo Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW) e executado pela Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) e tem seus objetivos o acompanhamento e controle de espécies ameaçadas pelo comércio relacionadas pelos anexos da Cites. O período de execução do projeto terminará em 2021.

O Serviço Florestal Brasileiro participa do Projeto Bioamazônia nos componentes de sistemas nacionais e regionais de informação e gestão do conhecimento e fortalecimento de iniciativas de manejo sustentável e mecanismos de rastreabilidade de espécies amazônicas.

Categoria:

 Contato para a Imprensa

Serviço Florestal Brasileiro
Assessoria de Comunicação
(61) 2028-7130/ 7155
imprensa@florestal.gov.br

Siga-nos no Twitter: sfb_florestal
Facebook: florestal.gov
Youtube: SFBflorestal