Representantes do Gipam visitam o Serviço Florestal Brasileiro

Representantes do Gipam visitam o Serviço Florestal Brasileiro

  • Publicado: Quarta, 07 de Outubro de 2020, 18h18
  • Última atualização em Quarta, 07 de Outubro de 2020, 18h19

Grupo visa a integração de dados e informações para subsidiar a Operação Verde Brasil 2

2020 10 07 Gipam02

O diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Valdir Colatto, recebeu representantes do Grupo de Integração para Proteção da Amazônia (Gipam), na tarde desta quarta-feira (07). Participaram do encontro o diretor-geral do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Rafael Pinto Costa; o assessor jurídico da Vice-Presidência, José Roberto Farias, o integrante da Subcomissão de Integração de Sistemas do CNAL, Coronel Lima Jr., e o diretor de Pesquisas e Informação Florestal do SFB, Humberto Mesquita.

O objetivo da reunião é ouvir as instituições governamentais que compõem o Gipam para a produção de um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para definir objetivos, metas, estratégias e resultados do trabalho realizado. O Censipam coordena o Gipam que tem como missão realizar a integração de dados e informações visando otimizar o trabalho das equipes de campo durante a operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para combate a crimes ambientais na Amazônia.

O diretor-geral do Censipam, Rafael Costa, disse que “o ACT visa a integração dos sistemas das instituições integrantes do Gipam, uma vez que vai agregar agilidade e otimizar a produção dos relatórios utilizados, atualmente, para o planejamento e tomada de decisões dos comandos que atuam na Operação Verde Brasil 2”.

SICAR2020 10 07 Gipam03

O diretor-geral do SFB, Valdir Colatto, destacou a robustez do Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (Sicar), que tem 6,5 milhões de imóveis cadastrados em sua base de dados. “Estamos entregando um sistema que fará a análise dinamizada dos Cadastros Ambientais Rurais (CAR) inscritos e poderemos fazer a identificação das propriedades para o Governo Federal propor a regularização fundiária, principalmente da Amazônia”, afirmou.

O trabalho do Gipam se concentra na análise detalhada de diversas informações já disponíveis em cada órgão. Com a fusão e verificação desses dados, o grupo elabora relatórios que direcionam o planejamento das ações das Forças Armadas e equipes de fiscalização durante a Verde Brasil.Os relatórios trazem diversos detalhes sobre os crimes ambientais, incluindo informações sobre o tipo de degradação, localização e descrição da área. Os Comandos Conjuntos têm à disposição mapas gerais e específicos que facilitam a visualização dos pontos de interesse.

A metodologia dos analistas sediados no Censipam aplica, por exemplo, o cruzamento de alertas de desmatamento com registros do Cadastro Ambiental Rural (CAR) para verificar se as áreas tiveram autorização para realizar o desmate. Os relatórios contam também com uma investigação detalhada dos representantes dos órgãos policiais, que averiguam a cadeia produtiva envolvida com o crime ambiental.Além de servidores do Censipam, a equipe conta com representantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Agência Nacional de Mineração (ANM), Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Serviço Florestal Brasileiro (SFB). 

Categoria:

 Contato para a Imprensa

Serviço Florestal Brasileiro
Assessoria de Comunicação
(61) 2028-7130/ 7155
imprensa@florestal.gov.br

Siga-nos no Twitter: sfb_florestal
Facebook: florestal.gov
Youtube: SFBflorestal