Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Prêmio SFB de Economia e Mercado Florestal > Informações Florestais > Prêmio SFB em Estudos de Economia e Mercado Florestal > Monografias - IV Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal
Início do conteúdo da página

Monografias - IV Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal

Última atualização em Terça, 13 de Março de 2018, 01h43

A quarta edição do Prêmio em Estudos de Economia e Mercado Florestal teve 50 inscrições, de trabalhos nas categorias Graduando, Profissional. O IV Prêmio em Estudos de Economia e Mercado Florestal é uma realização do Serviço Florestal Brasileiro, órgão vinculado ao MMA, e tem como objetivo de fomentar o debate econômico sobre o uso produtivo e sustentável das florestas. A ação é realizada em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf) e Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Neste ano, os vencedores, na categoria Graduando, foram: Camila Maciel Viana (1º lugar), Camila de Almeida Martins dos Santos (2º lugar), Lucas Ayres Costa (3º lugar). Na categoria Profissional, os vencedores foram: José Antonio Sena do Nascimento e Geraldo Sandoval Góes (1º lugar), Kalil Said de Souza Jabour (2º lugar), Maisa Isabela Rodrigues (3º lugar) e Carlos Eduardo Frickmann Young e Marcio Alvarenga Junior (menção honrosa). 

Confira os trabalhos inscritos nesta quarta edição:

Trabalhos Vencedores

Categoria Profissional

Autor: José Antonio Sena do Nascimento
Subtema: Produto Interno Bruto (PIB Verde)
Resumo:A crescente preocupação com os impactos ambientais da atividadeeconômica nas sociedades contemporâneas acabou se refletindo no campodas estatísticas. Verificou-se que o sistema de contas nacionais, o sistemasíntese do funcionamento agregado das economias, é inadequado para mediros efeitos econômicos dos impactos ambientais gerados pelos diferentessetores da economia. Atividades que aumentam a degradação ambientalfrequentemente são registradas como contribuições positivas à economia, esão contabilizadas como crescimento econômico, numa expansão apoiada naexaustão de recursos naturais não renováveis. Problemas dessa natureza vemoriginando um esforço, liderado pelas Nações Unidas e pelo Banco Mundial,de reformar o sistema, tornando-o apto a registrar adequadamente fenômenosdesse tipo e a produzir indicadores que reflitam os impactos econômicos dadegradação ambiental promovida por atividades de produção e de consumo. Opresente artigo objetiva apresentar a metodologia das Contas Econômicas Ambientais – Marco Central para as Florestas segundo os pressupostosdesenvolvidos pela Divisão de Estatísticas das Nações Unidas (UNSD).Apresentam-se as bases de dados, pesquisas e estudos disponíveis no Brasile que podem servir de insumo para essa atividade e ainda uma proposta deconstrução de uma plataforma institucional para a elaboração das Contas de Florestas no Brasil. Isso permitirá a implementação de um sistema de contassatélites que possibilite ao Sistema de Contas Nacionais incorporar essasdimensões, tais como as contas físicas e monetárias de florestas e produtosmadeireiros.Os resultados esperados deste trabalho relacionam-se à divulgação dametodologia e o incentivo à construção de uma plataforma institucional paraelaboração das CEAF no Brasil. O presente trabalho contribuirá para subsidiaro Serviço Florestal Brasileiro na criação de uma Portaria Interministerial queinstitua uma Grupo Executivo e um Comitê Gestor visando a construção dasContas Econômicas Ambientais de Florestas.

Idade: 50
Universidade que cursou: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Formação: Doutor
Área:Ciencias em planejamento energético

Monografia

Autor: Kalil Said de Souza Jabour
Subtema: Sistema tributário do setor florestal.
Resumo: Esta monografia aborda o tratamento tributário dos produtos florestais noâmbito do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS). Trata-se de um impostode competência dos Estados e do Distrito Federal que possui uma abrangência totalem relação às etapas produtivas que envolvem mercadorias, alcançando desde aprodução primária, a produção industrial e as etapas de comercializaçãocorrespondentes ao atacado e ao varejo. Nas distintas etapas da cadeia produtivahá tratamentos distintos em relação ao ICMS, especialmente nas etapas deprodução primária e produção industrial. Desse modo, como os produtos florestaissão originários da produção primária, é relevante estabelecer a correta classificaçãodestes produtos como primários ou industrializados. Também, este trabalhomonográfico apresenta os diversos regimes tributários aplicáveis aos produtosflorestais e as diversas operações, sejam internas, interestaduais, de importação ede exportação, no tocante ao ICMS. No modelo de federalismo fiscal brasileiro olegislador se preocupou com o tratamento tributário aplicável aos produtos primários.Todavia, as distorções que se apresentam nos benefícios fiscais concedidoslegalmente, por meio de convênios celebrados pelos Estados e pelo Distrito Federalsomam-se às distorções proporcionadas por benefícios ilegais concedidosunilateralmente na guerra fiscal travada por estas unidades federativas.Compreender o tratamento tributário dos produtos florestais, no âmbito do ICMS,envolve deslindar o tratamento tributário dispensado aos produtos primários e osdemais problemas do modelo de federalismo fiscal brasileiro.

Idade: 47
Universidade que cursou: UFMG
Formação: Bacharel
Área: Direito

Monografia

Autora: Maisa Isabela Rodrigues
Subtema: Concessões Florestais - Potencialidades para as empresas que detenhamo direito de manejar as florestas públicas.
Resumo:Pouco se sabe a respeito da viabilidade financeira das concessões florestais. OValor Presente Líquido (VPL) é o método mais adotado para a análise deinvestimentos. No entanto, os métodos determinísticos de avaliação financeira,como VPL, o Benefício Periódico (BPE) e a Taxa interna de Retorno (TIR) vêmsofrendo criticas, pois não consideram o risco e a flexibilidade gerencial presente namaior parte dos investimentos. Uma vez que a Teoria das opções Reais (TOR)incorpora tanto a flexibilidade gerencial quanto os riscos, ela fornece resultados quemais se aproximam da realidade de mercado. O presente estudo teve por objetivoavaliar a viabilidade financeira de um investimento em concessão florestal. Paraisso, foram adotados os métodos determinísticos (VPL, BPE e TIR), e a TOR, sendoanalisada a opção de abandono do investimento. Como taxa mínima de atratividade,adotou-se a o IPCA do primeiro ano do horizonte de planejamento, que correspondea 5,9023%. Como variável para a análise da TOR, adotou-se a produtividade (m³/ha)dos primeiros anos da concessão florestal em estudo. O VPL do investimentocorresponde à R$ 14,74.m³-1, o BPE foi de R$ 0,96.(m³.ano)-1 e a TIR de 20,75%.Para ser considerado viável, a concessão florestal deve apresentar produtividademínima de 17,75 m³.ha-1. Com a distribuição da variável estocástica, obtida por meioda simulação Monte Carlo, calculou-se a volatilidade, que corresponde a 34,64%. Osmovimentos ascendente e descendente da árvore de eventos foram 1,40 e 0,71,respectivamente, com probabilidade de ocorrência de 26,63% para o movimentoascendente e 76,37% para o movimento descendente. Das 861 decisões gerenciais,a opção de prosseguir com o investimento foi adotada em 237 nós (27,53%), e adecisão de abandono foi exercida em 624 nós (72,47%). Como se esperava, a análise por meio da TOR apresentou retorno financeiro superior ao valor obtido peloVPL. O VPL expandido foi equivalente a R$ 74,07.m³-1, 5,02 vezes maior que o VPLtradicional. Dessa forma, a flexibilidade gerencial apresentou valor positivo, uma vezque o VPL com flexibilidade é superior ao VPL tradicional. O Valor de Opção Real(VOR) do investimento corresponde a R$ 59,33.m³-1. Esse valor expressa aflexibilidade gerencial do investimento. Conclui-se que os métodos determinísticosse mostraram insuficientes para a análise financeira do investimento. Uma vez queinsere riscos e flexibilidade gerencial em sua análise, a TOR demonstrou ser umaboa ferramenta no auxílio à tomada de decisão.

Idade: 28
Universidade que cursou: UNB
Formação: Graduação
Área: Ciencias Florestais
  

Monografia

 

Autor: Carlos Eduardo Frickmann Young e Marcio Alvarenga 
Universidade que cursou: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Formação: Graduação
Área: Ciencias em Economia

Monografia

Categoria Graduando

Autora: Camila Maciel Viana
Idade: 29
Universidade que cursou: UNESP
Formação: Graduação
Área: Engenharia Florestal

Monografia

Autora: Camila de Almeida Martins dos Santos
Idade
Universidade que cursou: 
Formação:
Área:

 Monografia

Autora: Lucas Ayres Costa
Idade
Universidade que cursou: 
Formação:
Área:

 Monografia

 

Trabalhos Inscritos

Confira as demais monografias que disputaram o prêmio, por ordem de inscrição:

Categoria Graduando


Autor: Lucas Gerez Foratto
 Monografia |  Resumo
 


Autor: Julio Cesar da Cruz
Monografia | Resumo 


Autor: Janderson de Oliveira Silva
Monografia |  Resumo

Autor: Teon Marcos Cristino Rodrigues
Monografia | Resumo

 

Autor: Lucas Ayres Costa
 Monografia Resumo 

Autor: Izadora Santos de Carvalho
 Monografia | Resumo

Autor: Rafael da Silva Rech
 Monografia | Resumo

Autora: Camila de Almeida Martins dos Santos
MonografiaResumo

Autora: Camila Santiago dos Santos
 Monografia | Resumo

Autor: Luis Guilherme Garcia Cipriani
 Monografia | Resumo

 

Categoria Profissional

Autor: Pompeu Paes Guimarâes
 Monografica | Resumo

 

Autora: Liamara Santos Masullo
 Monografia |  Resumo


Autora: Ederson Augusto Zanetti
 Monografia |  Resumo
 


Autora: Tânia Maria Serra de Jesus Noleto
 Monografia |  Resumo
 

Autora: Layanne Souza Guirra
 Monografia | Resumo
 

Autor: Yonny Martinez Lopez
 Monografia |  Resumo
 

Autora: Vanessa Teles dos Santos Dias
 Monografia |  Resumo 

Autor: Gabriel Muller Valadão
 Monografia |  Resumo
 


Autora: Paula Carvalho Pereda
 Monografia |  Resumo 


Autora: Raíssa Tamassia Cortes
 Monografia |  Resumo 


Autora: Inaiê Takaes Santos
 Monografia |  Resumo 

Autora: Thaisa Ribeiro Teixeira
 Monografia |  Resumo 

Autora: Thaise da Silva Tonetto


 Monografia |  Resumo


Autora: Débora Luana Pasa
 Monografia |  Resumo 


Autor: Aris-valda Maracaipe Chaves Sousa
 Monografia |  Resumo 


Autor: Alvaro Boson de Castro Faria
 Resumo 


Autora: Mayra de Souza Bonfim
Monografia |  Resumo
 


Autor: Denis  Storani
 Monografia |  Resumo
 


Autora: Maria Marnielle Freitas Cordeiro
 Monografia |  Resumo
 


Autora: Rayane Gadelha Mariz
 Monografia |  Resumo 

Autor: Antonio Dantas da Silva
 Monografia |  Resumo
 

Autora: Ana Paula da Silva
Monografia |  Resumo  

Autora: Thais Muniz Ottoni Santiago
 Monografia |  Resumo 

Autora: Luan Santos de Oliveira
Monografia

Autor: Fernando Antonio Madeiara
 Monografia |  Resumo 


Autor: Paulo Rafael Alves
 Monografia |  Resumo 


Autora: Ana Paula Pimenta


Autor: Rodrigo de Castro Pereira
Monografia |  Resumo 

Autor: José de Jesus Sousa Lemos
 Monografia

Autor: Gustavo Friederichs
 Monografia |  Resumo 

Autor: Rafaella Silva Pereira
 Monografia |  Resumo 


Autora: Adriana Carolina Leão Carpi
 Monografia |  Resumo
 

Autora: Maria Rosenaide de Sá Ferreira
 Resumo

Autor: Denisson Coelho da Silva
 Monografia

Autora: Silvana Ribeiro Nobre
 Monografia | Resumo

Fim do conteúdo da página