Serviço Florestal Brasileiro - SFB

Banco Mundial reúne parceiros do FIP Paisagens Rurais para missão de supervisão

  • Última atualização em Quinta, 06 de Fevereiro de 2020, 14h34

Durante três dias vão ser analisados os avanços do projeto e definido plano de ação para os próximos meses

A segunda Missão de Apoio à Implementação do Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado teve abertura nesta segunda-feira (20) com o objetivo de avaliar as atividades desenvolvidas durante 2019 e planejar as ações para este ano.

Os parceiros do Projeto FIP Paisagens Rurais, como é conhecido, vão se reunir até o dia 22 sob a coordenação do Banco Mundial. Representantes do Serviço Florestal Brasileiro e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Integração, da Embrapa, ambos vinculados ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), do Serviço Nacional de Aprendizagem rural (Senar) e da agência de cooperação técnica alemã (GIZ), de acordo com regulamentação, vão se reunir regularmente a cada seis meses para analisarem os avanços do projeto.2020 01 20 FIP Paisagens2

Missão

Segundo a especialista ambiental sênior do Banco Mundial, Bernadete Lange, o encontro é uma oportunidade de reunir todos os participantes do projeto e de o BM saber como ele está sendo implementado. “Os três dias da missão vão permitir às equipes apresentarem o que foi feito nos últimos seis meses e relatarem suas expectativas, os avanços obtidos e as dificuldades encontradas. A partir dessas informações será construído um plano de ação de comum acordo com as estratégias de como as dificuldades serão superadas, o que nos dá a certeza de que o projeto está sendo implementado no período e no passo desejado”, completou Lange.

O Projeto FIP Paisagens Rurais teve início em novembro de 2018 e em cima dos seguintes pilares: e treinamento e assistência técnica visando a recuperação e conservação da vegetação de Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL), a adoção de práticas de agricultura de baixo carbono (ABC), melhoria e incremento de sustentabilidade nas pastagens de imóveis rurais e implementação do Código Florestal Brasileiro por meio do fortalecimento do Cadastro Ambiental Rural(CAR) e do Programa de Regularização Ambiental (PRA).

A diretora de Cadastro e Fomento Florestal do Serviço Florestal Brasileiro, Jaine Cubas, considera que a reunião é o momento de reiterar a importância da utilização dos dados do CAR para a implementação de um projeto com a envergadura do Paisagens Rurais.

“As informações declaradas no CAR permitem fazer um diagnóstico da área e, assim, chegar até o proprietário, analisar as áreas que ele precisa recuperar e de fato alcançar os objetivos do projeto que são conciliar produtividade, sustentabilidade e geração de renda para o produtor rural”, destacou Jaine Cubas.

Desafios

O primeiro ano de implementação do projeto foi um período de desafios, considerando que houve mudanças na composição das equipes e em várias situações desde a sua implantação. No entanto, para o gerente executivo Fernando Castanheira Neto, a participação do Serviço Florestal Brasileiro é crucial uma vez que coordena o projeto junto com a Secretaria de Inovação do Mapa.2020 01 20 FIP Paisagens1

“Fortalecer a adoção de práticas de conservação e recuperação ambiental e de práticas agrícolas de baixa emissão de carbono nas diversas bacias hidrográficas que estão dentro do escopo do FIP Paisagens Rurais não é uma agenda fácil. Precisamos estabelecer metas de ação bem definidas para continuar viabilizando o projeto”, disse.

“O Serviço Florestal organiza o projeto para a execução por parte do Senar, atingindo todos os seus objetivos. Para isso, é fundamental estabelecer o plano de ação para orientar como a agenda vai ser implementada nas bacias hidrográficas, atendendo os critérios ecológicos e sociais e só vamos ter êxito se fizermos a articulação junto aos estados, por meio dos órgãos que fazem a gestão do CAR”, finalizou Jaine.

O FIP Paisagens Rurais termina em dezembro de 2023 e vai atender quatro mil propriedades nos estados que compõem o Bioma Cerrado, BA, GO, MA, MG, MS, MT, PI, SP, TO. Ao todo serão investidos US$ 21 milhões do Fundo de Investimento Climático (CIF), a serem disponibilizados por meio do Programa de Investimentos em Florestas (FIP).

Categoria: