Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Serviço Florestal anuncia cerimônia de entrega do Prêmio de Economia e Mercado Florestal

  • Última atualização em Sexta, 02 de Agosto de 2019, 14h55

A sexta edição do Prêmio destaca-se pela diversidade de temas e pela aplicabilidade dos estudos propostos

2019 05 14 Trofeu VI PremioSerá realizada, no próximo dia 31 de maio, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a cerimônia de entrega do Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal, que é concedido há seis anos em uma parceria entre o Serviço Florestal Brasileiro, a Escola Nacional de Administração Pública e a CNI.

O Prêmio tem como objetivo estimular a produção de estudos que, além de promover o debate econômico sobre o uso produtivo e sustentável das florestas brasileiras, alimenta o portfólio do SFB para ser utilizado pelo órgão para o aprimoramento de políticas públicas.

Para promover a discussão sobre a temática da economia e do mercado da produção florestal sustentável na academia e nos setores produtivos, o concurso tem como subtemas as concessões florestais, o sistema tributário, Cadastro Ambiental Rural (CAR), manejo empresarial e comunitário, dentre outros. Neste ano, e pela primeira vez, o quesito de relevância e aplicabilidade do trabalho para políticas públicas esteve explícito no regulamento para julgamento das monografias apresentadas.

Para o diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, Valdir Colatto, os estudos premiados são valiosos de duas grandes formas.

“Em primeiro lugar, eles trazem conclusões claras, que orientam a tomada de decisões de comunitários, empresários, formuladores e executores de políticas públicas. Em segundo, eles também apresentam métodos replicáveis a outros contextos que, por sua vez, contribuem imensamente para trilharmos o melhor caminho em direção a um desenvolvimento mais sustentável”, afirmou o diretor.

Premiados

Serão agraciados na Categoria Profissional: Edson Rodrigo Toledo Neto, com seu trabalho “Alternativas para definição do PIB Florestal a partir do Sistema de Contas Nacionais”; Vivian Barroso Almeida, com “Impacto da ocorrência de oco no rendimento volumétrico e financeiro da colheita de madeira na Floresta Nacional de Sacará-Taquera”; e Alan Ferreira Batista, com “Silvicultura com espécies nativas e SAF – Mercados, viabilidade e competitividade”, classificados em primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Ainda dentro da Categoria Profissional, coube a Mari Aparecida dos Santos, Menção Honrosa, pela monografia “Impactos econômicos do novo Código Florestal, no Brasil, 2010 a 2030: uma análise integrada com base nos modelos Globiom-Brasil e Term-BR.

No âmbito da Categoria Estudante, foram escolhidos Edvaldo Pereira Santos Júnior, pelo trabalho “Concentração e distribuição espacial da oferta brasileira de bioeletricidade florestal”; Emily Ferreira Martello, por “Análise da rentabilidade e aspectos sociais do extrativismo de castanha-do-brasil no município de Cotriguaçu-MT”; e Carla Johanna Lessa Silva, com “A estratégia do manejo da madeira a nível de planejamento urbano e regional: o caso do Noroeste Fluminense”, classificados em primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Conheça os trabalhos vencedores.

                Assista as apresentações dos trabalhos 

registrado em:
Fim do conteúdo da página