Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Divulgados vencedores do VI Prêmio de Economia e Mercado Florestal

  • Última atualização em Quinta, 14 de Março de 2019, 16h48

Os trabalhos premiados abordam temas como PIB Florestal, silvicultura de espécies nativas, rendimento volumétrico e financeiro do manejo, código florestal e bioeletricidade

2019 03 14 Resultado VI Premio BJá estão disponíveis no site do Serviço Florestal Brasileiro os nomes dos ganhadores e as monografias vencedoras do VI Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal.

Os ganhadores da sexta edição do Prêmio receberão premiações de até R$ 25 mil a além de troféu, certificado e publicação das monografias vencedoras. A cerimônia de premiação está prevista para acontecer em Brasília, ainda no primeiro semestre.

Vencedores

A monografia “Alternativas para definição do PIB Florestal a partir do Sistema de Contas Nacionais”, escrita por Edson Rodrigo Toledo Neto, foi a grande vencedora da categoria profissional. Ainda na categoria, Vivian Barroso Almeida ficou em segundo lugar com um trabalho sobre o rendimento volumétrico e financeiro do manejo na Floresta Nacional de Saracá-Taquera, e Alan Ferreira Batista, autor de trabalho sobre silvicultura com espécies nativas, em terceiro. Ainda na categoria profissional, Mari Aparecida dos Santos, recebeu menção honrosa por trabalho sobre os impactos econômicos do Código Florestal Brasileiro.

Graduandos

Já entre os graduandos, Edvaldo Pereira Santos Júnior foi o vencedor da categoria com trabalho "Concentração e distribuição espacial da oferta brasileira de bioeletricidade florestal". Em segundo lugar ficou a estudante Emily Ferreira Martello com estudo sobre o extrativismo da castanha-do-Brasil e, em terceiro lugar, Carla Johanna Lessa Silva, com monografia sobre planejamento urbano e regional e o uso de madeira na construção civil.

Aplicabilidade

De acordo com o gerente de Concessões Florestais, Henrique Dolabella, o Prêmio tem se destacado pela diversidade de temas abordados e pela melhoria contínua na qualidade dos trabalhos inscritos.

“Além da qualidade crescente dos trabalhos, especialmente na categoria profissional, a comissão julgadora tem observado também que as abordagens consideram cada vez mais a aplicabilidade em políticas públicas e regulatórias por parte de governos federal, estaduais e municipais”, contou.

Em relação às concessões florestais, Dolabella citou como exemplo um trabalho, premiado na quarta edição do Prêmio, que contribuiu diretamente para o aprimoramento dos contratos firmados com as empresas concessionárias.

“O trabalho analisava os fatores considerados pelos concessionários na tomada de decisão sobre continuar ou não com um empreendimento. A partir da leitura desta análise, resolvemos inserir regras que possibilitam uma transição mais suave dos contratos de concessão, minimizando a vulnerabilidade da floresta”, contou.

Histórico

O Prêmio Serviço Florestal Brasileiro, criado pelo órgão em 2013, com objetivo de estimular e disseminar a produção científica e aplicada de trabalhos na área de economia e mercado florestal. A sexta edição do Prêmio foi organizada pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e conta com o apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Conheça os vencedores e as monografias premiadas.

registrado em:
Fim do conteúdo da página