Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Serviço Florestal apresenta contribuições para o controle das mudanças do clima

  • Última atualização em Quinta, 30 de Novembro de 2017, 18h19

As ações do órgão foram expostas durante a COP 23, realizada em Bonn, na Alemanha

2017 11 17 Espaço Brasil Cop 23 AAs iniciativas Serviço Florestal Brasileiro (SFB) que contribuem no esforço global para o combate às mudanças climáticas foram apresentadas durante a 23ª Conferência das Partes sobre Mudança do Clima, COP 23, que ocorreu entre os dias 06 e 17/11, em Bonn, na Alemanha.

Ações como a promoção do manejo florestal sustentável, por meio das concessões florestais e do manejo comunitário, e iniciativas relacionadas ao controle e monitoramento do desmatamento e à ampliação da cobertura vegetal foram apresentadas no Espaço Brasil e outros eventos paralelos realizados durante a Conferência.

A Conferência de Bonn, realizada sob a presidência da República de Fiji, teve como propósito definir critérios técnicos para o cumprimento do Acordo de Paris, assinado por 195 países, durante a COP 21. No caso do Brasil, a contribuição nacionalmente determinada (da sigla em inglês NDC) inclui, dentre outros compromissos, a recuperação de 12 milhões de hectares de florestas e acabar com o desmatamento ilegal, até 2030.

Proteger e Recuperar Florestas

Conforme apresentado pelo diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, Raimundo Deusdará Filho, além de subsidiar o controle do desmatamento, as informações declaradas no Cadastro Ambiental Rural (CAR) serão fundamentais para garantir o cumprimento e monitoramento do compromisso assumido pelo Brasil de recompor 12 milhões de hectares de florestas.

“Hoje o Brasil dispõe de tecnologia e informações sobre as florestas em áreas públicas e privadas. São cerca de 1,5 milhão de nascentes declaradas e mais de 25 milhões de hectares que, segundo declarado pelos próprios proprietários e posseiros rurais, precisam ser recuperados. Essas informações estão disponíveis para governos, empresas e sociedade civil”, afirmou Deusdará.

Tecnologia e Inovação

Além do Cadastro Ambiental Rural, o aplicativo Plantadores de Rios, desenvolvido pelo Serviço Florestal em parceria com a Universidade Federal de Lavras e apoio da agência de cooperação alemã GIZ, também foi destaque nos eventos realizados durante a Conferência.

O aplicativo, que usa as informações declaradas no CAR para promover a mobilização social para a recuperação de nascentes, foi escolhido pela Organização das Nações Unidas como uma das iniciativas inovadoras que contribuem na ação global pelo clima e no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Valor das Florestas 

2017 11 17 Espaco Brasil Cop 23 bNo discurso de encerramento do Espaço Brasil, o ministro Sarney Filho enfatizou a necessidade de garantir a implementação da legislação florestal e de ampliar as ações que incentivam a economia florestal sustentável, como forma de prevenir e combater o desmatamento.

“As ações de comando e controle têm limites. Nós só vamos conseguir resolver definitivamente o problema do desmatamento na Amazônia quando nós reconhecermos e valorizarmos o bem ambiental”, afirmou.

Acesse aqui todas as palestras do Serviço Florestal Brasileiro que foram apresentadas no Espaço Brasil:

Segunda-Feira – 06/11 - Programa Plantadores de Rios 

Terça-Feira – 07/11 – Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural: A experiência Brasileira de Regularização Ambiental. Painel 1 e Painel 2 

Quinta-Feira – 16/11 - Recuperação da Vegetação Nativa

Sexta-Feira – 17/11 - Prevenção e Controle do Desmatamento

registrado em:
Fim do conteúdo da página