Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Seminário promove madeira brasileira no Reino Unido

  • Última atualização em Quarta, 07 de Junho de 2017, 10h08

seminario madeiraA indústria madeireira do Brasil foi tema de seminário realizado nessa quinta-feira (01/06) na Embaixada Brasileira, em Londres. Os principais representantes  da indústria nacional apresentaram um panorama da produção e comercialização da madeira brasileira, e do marco regulatório do setor,  a um grupo de empresas estrangeiras interessadas em investir em boas oportunidades de negócios no país.

O evento foi realizado em parceria com a British Timber Trade Federation (TTF), principal associação comercial do setor de madeira no Reino Unido, com o objetivo de promover  o mercado madeireiro  do Brasil junto aos membros da associação britânica, integrada por empresas importadoras de madeira. No ano passado, o Reino Unido importou cerca de US$ 290 milhões em produtos madeireiros do Brasil, como compensado, papel e papelão, e celulose, conforme informações do Sistema Nacional de Informações Florestais (SNIF).

O Brasil possui a segunda maior cobertura florestal do mundo, atrás apenas da Rússia. O Ministério do Meio 2017 06 01 Seminario madeira LondresAmbiente estima que 69% dessa cobertura tenha potencial produtivo. O valor estimado correpondente à produção dos segmentos madeireiros no país chegou a quase R$ 90 bilhões em 2014,  apontam dados publicados no SNIF, confirmando a importância da indústia madeireira no Brasil.

Entre os palestrantes do seminário em Londres estavam o diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, Raimundo Deusdará, representantes do setor privado exportador do Brasil, da Associação Brasileira da Madeira Processada Mecanicamente (ABIMCI), e da Associação Brasileira da Indústria de Árvores (IBA)

Rastreamento da madeira

Nas reuniões de negócios realizadas com o diretor do Serviço Florestal Brasileiro, empresários ingleses demonstraram interesse pelo Sistema de Cadeia de Custódia, um aplicativo que permite controlar a produção de madeira em concessões florestais,  através do rastreamento ao longo da cadeia produtiva, da floresta ao mercado consumidor. A plataforma utiliza ferramentas para controle georreferenciado de árvores e toras em todas as etapas de comercialização.

Desenvolvimento Florestal

No seminário, Raimundo Deusdará também falou de outros temas  relevantes para o setor de madeira no Brasil, como o Cadastro Nacional de Florestas Públicas, com 1,56 milhão de hectares sob concessão em todo o país, sendo 1,018 milhão de florestas federais. Ele reforçou a importância das parcerias público privadas por meio de concessões para garantir o desenvolvimento sustentável da região Amazônica, eliminar o corte ilegal de madeira e reduzir o desmatamento.

A implantação bem sucedida do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em todo o Brasil, com mais de 4 milhões de imóveis rurais registrados, e o lançamento do Programa de Regularização Ambiental (PRA), na Semana do Meio Ambiente, também foram iniciativas apresentadas pelo diretor geral do Serviço Florestal Brasileiro como políticas públicas que fortalecem o desenvolvimento florestal sustentável no Brasil.

Veja as fotos do evento.

registrado em:
Fim do conteúdo da página